Noticias

“A levar com insultos e cuspidelas não era fácil ficar à espera do Sporting”

Sérgio Conceição voltou a comentar a saída do FC Porto do relvado antes da entrega da Taça da Liga ao Sporting. O treinador dos dragões disse ainda que a atitude de Diamantino Figueiredo foi “condenável”, mas assegura que foi provocado.

A final da Taça da Liga foi tema dominante da conferência de imprensa desta terça-feira de Sérgio Conceição. O treinador do FC Porto foi questionado sobre a saída da comitiva azul e branca do relvado antes da entrega do troféu ao Sporting e falou sobre “os mimos” dos adeptos leoninos.

“É mau para a equipa que perde subir uma escadaria enorme onde estão os adeptos adversários. É uma situação a rever pela Liga. Palavrões eu também digo, mas o insulto gratuito e as cuspidelas já não existem, não fazem parte do futebol. E nós levámos todos com isso. Isso não foi bem feito. Levar com insultos, cuspidelas, com todo o tipo de ‘mimos’ dos adeptos do Sporting, para nós não era fácil ficar à espera da entrega da taça a levar com isqueiros, moedas e não sei mais o quê. Foi por isso. É bonito? Não é”, afiançou Sérgio Conceição, antes de abordar a tentativa de agressão do treinador de guarda-redes dos dragões a um adepto do Sporting:

“É condenável o ato do Diamantino Figueiredo? Obviamente que é. Assumimos essa responsabilidade, como sempre fazemos isso de forma interna. Nas situações positivas dividimos os louros e nas situações negativas também. Não digo que haja justificação para isso, mas houve provocação, que o levou a tomar esta atitude nada típica do Figueiredo. Vêm falar das medalhas quando há coisas mais importantes para falar. Mas que fair-play? É como diz o outro, o fair-play é uma treta. Tenho mau perder, tenho, assumo isso, muito mau perder, não sei perder. O FC Porto contratou-me para ganhar. Já quando ganho estou mal disposto, imaginem quando perco”, rematou Conceição.

Fonte: Ojogo.pt


Adiciona um comentário