Noticias

A Promessa de Uribe para o regresso da Liga


Matheus Uribe prometeu marcar um golo assim que a Liga for retomada. Em entrevista à Revista Dragões, o médio colombiano explica com se adaptou ao FC Porto, conta como Sérgio Conceição exige «200 por cento» aos jogadores e fala da forma como a equipa recuperou a diferença pontual para o Benfica.

O médio colombiano começa por destacar a importância das opiniões dos compatriotas Radamel Falcao e de James Rodríguez na sua opção em ir para o FC Porto. «Sim, claro, são meus companheiros na seleção da Colômbia e tiveram um grande passado no FC Porto, foram muito importantes para que eu decidisse vir para este clube», começa por escrever Uribe, uma vez que, em tempos de pandemia, a entrevista foi feita por escrito.

Já no FC Porto, Uribe reencontrou Marchesín, com quem já tinha jogado no America, além de Luís Diaz, o que tornou o processo de adaptação mais fácil. «Quando se chega a um lugar novo, com um novo idioma e novas culturas, é importante poder encontrar pessoas que se conhece, torna a adaptação mais fácil. Sinto-me afortunado por ter essa vantagem», confessou.

O médio fala ainda de Sérgio Conceição que faz os jogadores «darem 200 por cento» e da sensacional recuperação que permitiu ao FC Porto anular a diferença de sete pontos para o Benfica. «A verdade é que nunca duvidámos do que poderíamos conseguir como equipa. Sabíamos que faltavam muitos jogos e que se focássemos poderíamos alcançar o lugar que o FC Porto merece», comentou.

Quando o campeonato foi suspenso, no início de março, o FC Porto era líder e já tinha vencido o Benfica, por duas vezes (2-0 e 3-2), e o Sporting em Alvalade (2-1). «Não sei se as vitórias nos clássicos demonstram qual é a melhor equipa, mas demonstram para o que é que estamos preparados e qual é o nível de qualidade deste FC Porto», acrescentou.

Uribe confessou ainda que só lhe falta um golo para ser plenamente feliz no Dragão. «Estou muito ansioso por marcar um golo com a equipa, ainda que agora tenha um papel mais defensivo. Sempre gostei muito de marcar, mas infelizmente não tem acontecido. Mas prometo que assim que voltar a Liga se verá o primeiro golo de Uribe», destacou.

Na longa entrevista, Uribe regressa ao passado. O médio não se lembra d FC Porto ter sido campeão europeu, em 2004, mas não esquece como a equipa portuguesa conquistou a Liga Europa em 2011, com três colombianos na equipa: James, Falcao e Guarín. «Da de 2004 não me recordo, mas da de 2011 sim porque na Colômbia seguimos sempre e admiramos os nossos jogadores que estão na Europa. Foi um feito do FC Porto com James, Falcao e Guarín. Celebrámo-lo e sentimo-nos muito orgulhosos, como se fosse nosso», contou ainda.

Fonte: Maisfutebol

Adiciona um comentário