Noticias

A tatuagem do jogador do FC Porto sobre o Estádio do Dragão que te vai surpreender

André Pereira, Avançado do FC Porto, revelou aos canais do clube onde se encontrava na inauguração do Dragão e explicou o peso de representar o emblema do coração

Foi na bancada que André Pereira assistiu à inauguração do Estádio do Dragão, a 16 de novembro de 2003, na companhia do pai e da irmã. Volvidos 15 anos, o avançado desceu ao relvado e é agora um dos “artistas” que tenta agradar a uma plateia exigente. André sabe o que sente o comum dos adeptos e, em declarações aos canais portistas, assumiu que “há mais pressão para um jogador do FC Porto sendo adepto”.

” Sabemos a exigência que havia para com os jogadores quando éramos adepto. Então, agora é o reverso da medalha. Sentimo-nos na obrigação de dar os cem por cento; dar tudo o que temos e o que não temos. Os títulos são importantes para um portista, porque vivemos de vitórias”, sustentou.

Durante a passagem pela formação do FC Porto, André Pereira também foi apanha-bolas e carregou a lona da Liga dos Campeões. “Como criança, parece que estamos a agarrar o nosso sonho. Mas, passados estes anos, jogar a competição… Sente-se, não se explica”, garantiu o atacante, que não esquece a “estreia de sonho” no estádio, com o Portimonense (Taça de Portugal de 2017/18), o momento em que viu Messi vestir a camisola dos seniores do Barcelona pela primeira vez (inauguração do recinto) ou os 5-0 ao Benfica (época de 2010/11).

Apesar de tudo, o episódio que recorda com maior nostalgia foi mesmo o golo de Kelvin, na temporada de 2012/13. “Estava com um amigo de infância, na bancada de cima, e o estádio abanou completamente”, descreveu. “Abracei pessoas que não conhecia de lado nenhum. A única coisa que tínhamos em comum era sermos adeptos do FC Porto. Foi um momento de união único. Nunca senti nada assim. Foi especial”, assegurou.

“Tenho uma tatuagem das coordenadas do estádio na perna. Sempre quis fazer uma tatuagem e não sabia bem o que fazer e tinha de ser um momento marcante. E que momento mais marcante que a minha estreia no Estádio do Dragão? Como não queria nada grande e isto eram só números, achei por bem pôr as coordenadas do estádio e a data em que me estreei”, disse ainda sobre o momento mais marcante, a estreia como jogador do FC Porto no Estádio do Dragão.

Fonte: Ojogo.pt


Adiciona um comentário