Noticias

Aboubarega: Um regresso a provar que o melhor talvez fosse nunca ter saído

A dupla Marega-Aboubakar chegou, frente ao Sporting de Braga, a números redondos. O camaronês voltou a fazer o gosto ao pé, depois de quatro jornadas de seca, e alcançou os 15 golos, os mesmos que Marega. Uma dupla atacante que tem rendido e de que maneira para os dragões que dos 49 golos marcados no campeonato devem 30 a uma dupla que na temporada passada até estava emprestada.

Saíram para mostrar como se faz

Com André Silva em destaque na frente de ataque, Nuno Espírito Santo preferiu emprestar Aboubakar ao Besiktas e Marega ao Vitória de Guimarães, apostando ainda em Depoitre. O avançado belga acabou por ser uma aposta falhada – apenas dois golos marcados – enquanto Marega e Aboubakar foram duas das principais figuras das suas equipas.
Na Turquia, Aboubakar apontou 19 golos, a sua melhor marca goleadora da carreira, até esta temporada. Mais perto, em Portugal, Marega fez menos cinco golos do que o avançado camaronês, mas também alcançou registo histórico no que toca a golos marcados.

Regresso recompensado com (muitos) golos

A chegada de Sérgio Conceição e a saída de André Silva (e também Depoitre) acabou por alterar a frente de ataque portista, que passou a estar entregue a dois africanos que, provavelmente, já não contariam regressar ao Dragão.

Mas a aposta do novo treinador não poderia ter sido mais acertada e, pela segunda temporada consecutiva, Marega e Aboubakar ultrapassaram os seus próprios números. O avançado maliano vai já nos 16 golos da temporada, 15 deles para o campeonato, enquanto o camaronês está já distante da marca alcançada na Turquia e soma 26 golos, a contribuir também com 15 para a Liga.

Um exemplo de dois jogadores que estiveram perto da porta de saída mas que se comprometeram com a equipa e não poderiam ser mais importantes na manobra ofensiva dos azuis e brancos. 30 golos em 49 possíveis são boas notícias para os dragões… que ainda têm Waris, Soares e Gonçalo Paciência. Um ataque demolidor à ordem de Conceição que, no Dragão, continua com a média de três golos por jogo.

Veja as incidências da partida no acompanhamento feito pelo zerozero.pt.


Adiciona um comentário