Noticias

Alan: «Só senti racismo num Braga-Benfica quando Javi García me chamou macado de m….»

Diretor de relações institucionais do Sp. Braga recorda episódio

Noticia de 22 setembro 2018

A dois dias da receção ao Sporting, Alan, diretor de relações institucionais do Sp. Braga, dá uma entrevista ao ‘Expresso’ na qual diz acreditar que a equipa minhota “tem todas as condições” para lutar pelo título mas também fala de um lado mais pessoal. Questionado se foi vítima de racismo, o antigo jogador revela o momento que mais o marcou e que aconteceu num duelo com o Benfica, tendo como interveniente Javi García.

“Já fui chamado de ‘preto de merda’ pelos ‘torcedores’, mas era para me desconcentrar dentro de campo. Só uma vez, num Braga-Benfica, senti racismo, quando o Javi García me chamou ‘preto’ e ‘macado de merda’. Só não revelei quando me disse ao ouvido que queria ver a minha família morta num acidente de carro na volta a casa. Aí falei com Jorge Jesus, e ele depois pediu-me desculpa. Racismo há um pouco por todo o lado, mas depende do estatuto da pessoa…”, refere Alan.

Sobre o encontro com o Sporting considera que as duas equipas estão fortes e lembra que a equipa leonina está bem “depois daquele tornado vergonhoso para o futebol e para o país”. “Vai ser um grande jogo, a decidir nos detalhes”, frisa.

Adiciona um comentário