Noticias

Caiu a mascara à Federação Portuguesa de Futebol

Caiu a mascara

Decorreu ontem em Lisboa uma feira de vaidades a que a Federação Portuguesa de Futebol resolveu chamar de Quinas de Ouro.

Pois bem, e quem foi premiado como arbitro do ano pela FPF?
Nada mais, nada menos que Jorge Sousa.
Esse mesmo, o arbitro do ultimo FC Porto vs Benfica em que fomos verdadeiramente assaltados.

Sim falo daquele jogo onde Luisão jogou andebol na área do Benfica, e mais do que tudo falo do lance da foto. Um fora de jogo dos mais escandalosos da historia do futebol, que impediu Herrera de festejar o golo e o Porto de somar os 3 pontos.

Neste lance Jorge Sousa ignorou as novas indicações da própria Federação Portuguesa de Futebol que dizem aos árbitros para retardar ao máximo a infração do fora de jogo, sempre que se trate de situações claras de golo, esperando pela conclusão da jogada.

E o que fez o arbitro de Paredes? Exatamente o contrario.
Jorge Sousa impediu de forma brilhante que o vídeo arbitro entrasse em ação e decidisse o que todos vimos, um golo absolutamente legal do nosso Porto.

A FPF que tanto se preocupa com a imagem do futebol português teve Jorge Sousa a manchar a imagem do futebol português no encontro entre as duas mais mediáticas equipas do produto futebol português e o que decidiu fazer?

Premia-lo como arbitro do ano.
É merecido, é graças a Jorge Sousa que o Benfica não está fora da luta pelo título e é graças a Jorge Sousa que Rui Vitória ainda tem emprego.

Texto: Porto On Tour


Adiciona um comentário