Crónicas

Carta aberta aos jogadores do FC Porto – O Incêndio de Roma – Parte 2

Roma, 23 de Agosto de 2016, 19 horas e 45 minutos.

Onze homens pisam um relvado. Ao seu redor, nada conseguem escutar. O barulho que os rodeia é abafado pelo espírito de quem padece de conquista, de sede de vencer. Chegou a hora de Roma voltar a arder!

Na verdade, caros jogadores do FC Porto, poucos são aqueles que acreditam realmente em vocês. Além daqueles que desacreditam e desconhecem a própria identidade do que é ser Porto, existem os subalternos de um País falido em termos de cultura e desportivismo que pregarão um milhão de orações ansiando a vossa derrota, a vossa humilhação , as vossas lágrimas mas, demonstrando um apoio hipócrita e disfarçado de santidade, á vossa vitória.

Quando entrarem em campo, perante um adversário que gastou mais de 100 milhões em reforços, provarão que o dinheiro não passa de uma mísera folha de papel que se desfaz á passagem de um rugido selvagem de vitória. Vocês serão livres para tocar o céu, e, sob a chama do Dragão que carregam ao peito, deixarão Roma esmagada e pulverizada.

Não existe poder, truques ou politicas que batam a vossa coragem, determinação e vontade de vencer!

Nas bancadas do Olimpico de Roma, estarão centenas de vozes a cantar, do primeiro ao último minuto, até que a voz desapareça, todas as forças se escoem e toda a esperança se esvaneça. Espalhadas pelo Mundo, estarão milhões de almas convosco, almas dispostas a suar , a correr , a sofrer convosco. Juntos verteremos a ultima lágrima, juntos sentiremos a queda da última gota de suor, juntos não nos renderemos pois o cordão umbilical que nos une jamais vai ser cortado. Sintam a nossa força entrar no vosso corpo sob a forma de um suspiro sem fim.

Todos temos consciência de que esta é um jogo de elevada dificuldade mas, se as dúvidas na vossa cabeça surgirem, libertem a vossa alma e coração e, quando os problemas vos cercarem, apelem ás vossas mais loucas fantasias e o fogo do Dragão vos guiará ao triunfo final.

Há quase 2000 anos, Roma ardeu. A cidade foi arrasada por um violento incêndio que, diz a história, foi posto pelo seu Imperador. 2000 anos depois a história vai repetir-se. Não haverá mortes a lamentar, nem edifícios em ruínas, mas, basta vocês acreditarem, faremos de Roma a cidade com mais fé a nível Mundial, uma cidade de descrença, de fome de vitória, uma cidade de caos, de pânico, pois, no meio da penumbra, 11 guerreiros vão erguer-se nos céus como Deuses e ressuscitar os fantasmas de há 2000 anos atrás, fazendo os romanos acreditar que a sua cidade está novamente em chamas.

Nunca se esqueçam, o símbolo que carregam ao peito, é o simbolo da cidade Invicta, o símbolo de uma nação eterna, valente e imortal. E é isso que nos distingue dos outros. A raça, o querer e o nunca baixar os braços. Está na hora de voltarmos simplesmente a Ser Porto e, é a vocês que cabe essa missão! Ao vosso redor, existe uma aura brilhante e invencível que, juntos, nos levará á glória final!

VAMOS PORTO CARALHO!

João Silva

Adiciona um comentário

Segue-nos no Facebook

Mais vistos