Crónicas

Carta Aberta para Jogadores e Equipa Técnica do FC Porto


Este artigo é exclusivo do site souportista.com

Olá jogadores, Julen e restante equipa técnica do FC Porto
Escrevo-vos esta carta pois confesso-me preocupado com o passado recente do clube que tanto amo.
Nos últimos anos , há algo que a pouco e pouco se tem apagado no nosso clube, chama-se… mistica!
A verdade é que a tristeza que deste lado fomos escondendo, a amargura interior, foi crescendo como um fogo ao som do vento e tornou-se incontrolável.

11 jogadores a entrar em campo ao som do hino, o estádio vibrava… Era hora de jogar o nosso Porto. E de uma forma hipnotizante e invisivel o espirito batalhador de um povo passava para dentro daquelas 4 linhas , transformando qualquer atrevimento ou alegria do adversário, num medo perpetuado em cada golpe no fundo das suas redes. O FC Porto ganhava , o Porto explodia, numa conexão infinita e conjugada sob a forma de euforia que flutuava no lugar onde ambos os mundos colidiam. Um clube, uma cidade. A força invencível que derrubava qualquer obstáculo parado á sua frente, a raça que corria desenfreadamente nas veias de cada um daqueles corpos imunes á dor até ao apito final, as pernas que sangravam mas não paravam mesmo que isso as levasse a lugar nenhum. Esse era o FC Porto que eu aprendi a amar. O FC Porto que era o reflexo das suas gentes, pessoas trabalhadoras, lutadoras, humildes mas com uma alma eterna , nobre e leal.

A vossa missão é muito maior do que aquela que julgam que vos foi atribuida.
O destino fez de voces os verdadeiros escolhidos para devolver o FC Porto ao povo Portista.
O destino fez de voces os cavaleiros escolhidos para reacender de tocha na mão a chama perdida do Dragão! Nota: Este artigo é exclusivo do site souportista.com

Não vos exigimos a conquista do título, exigimos que entreguem em campo o vosso coração e a vossa alma.
Não vos exigimos futebol bonito, exigimos que sejam uma digna extensão da nossa fome insaciável de vencer.
Juntos olhem as estrelas e deixem a chama eterna do Dragão arder nos vossos olhos enquanto nós cantaremos, nós suaremos , nós morreremos por voces, com a garantia de que nada será em vão.

Durante esta longa batalha, sombras negras tentarão vos empurrar para baixo , mas jamais padeceremos perante as dificuldades e chegará a noite em que juntos seremos invenciveis. Pois este é o nosso ADN … Somos a Cidade Invicta, o povo guerreiro e a alma indestrutível.
Sintam o peso da nossa voz que grita desesperadamente pela devolução da sua identidade.
Ouçam o barulho da nossa luz que alguém ousou em tentar ofuscar e a transformem de novo na estrela que nos guia.
Vejam a verdadeira cor do nosso sangue e não deixem mais ser real esta triste verdade, que nos queima por dentro e jamais irá morrer enquanto tudo não for mudado.

Sejam Raça!
Sejam Sangue!
Sejam Suor!
Sejam Lágrimas!
Sejam Porto caralho!

Carta de João Silva

Adiciona um comentário

Segue-nos no Facebook

Mais vistos