Noticias

César Boaventura falhou a sessão de julgamento no caso do guarda-redes Cássio

Marcelo, ex-Rio Ave, falou por videoconferência no âmbito do julgamento resultante do processo movido pelo guarda-redes ao empresário César Boaventura.

Marcelo, defesa-central que partilhou o balneário do Rio Ave com Cássio e que agora representa os norte-americanos Chicago Fire, falou por videoconferência na sessão desta segunda-feira do julgamento ao empresário César Boaventura, na sequência do processo movido pelo guarda-redes brasileiro por difamação.

“Depois do jogo com o FC Porto, o César Boaventura acusou o Cássio de ter facilitado e de se ter vendido. Que estava a facilitar a vida ao adversário. Pela publicação, toda as pessoas do futebol sabem que era o Cássio”, começou por contar o defesa, prosseguindo:

“O Cássio ficou muito abalado e nos jogos seguintes, em Guimarães e Braga, era sempre motivo de acusações. Os adeptos abanavam notas e chamavam-lhe corrupto, insinuando que se tinha vendido ao FC Porto”, acrescentou Marcelo.

César Boaventura não compareceu no julgamento por motivos pessoais. A próxima sessão está agendada para o dia 11 de abril.

Fonte: Ojogo.pt



Adiciona um comentário