Conceição comenta situação de Herrera

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, admitiu que os compromissos de seleções das últimas semanas, e que «roubaram» alguns jogadores aos dragões, condicionou a preparação para o encontro com o Vila Real, para a terceira eliminatória da Taça de Portugal.

«[A ausência dos jogadores internacionais] limita sempre aquilo que é o trabalho e a preparação dos jogos. Tivemos muitas ausências [nas duas últimas semanas], alguns dos meus jogadores chegaram hoje, ainda não os vi, e nesse sentido sem dúvida que interfere e de que maneira na preparação do jogo. A equipa que vai entrar nesse jogo tem a ver exatamente com isso, com os jogadores que estiveram connosco durante a semana», argumentou nesta quinta-feira, em conferência de imprensa.

O técnico azul e branco foi questionado sobre as palavras de Pinto da Costa acerca de Herrera, a dizer que o médio mexicano pediu seis milhões de euros para renovar contrato, e afirmou que o presidente é soberano: «Em todos os clubes acontece [jogadores em final de contrato], o ano passado tivemos a mesma situação. O presidente é soberano, temos de aceitar e não comentar. Tive a oportunidade de falar com ele [Herrera] sobre este jogo e sinceramente não falei em nada daquilo que foi comentado pela imprensa.»

«Tudo aquilo que são contratos e que anda à volta do futebol deixamos à porta do Olival [Centro de Estágios do FC Porto]. Estamos atentos, mas o nosso foco está no trabalho diário», acrescentou.

Leave a Comment