Noticias

Conceição ordenou retirada do FC Porto devido a provocações leoninas

FC Porto não esperou para ver Sporting levantar a Taça da Liga
A saída do FC Porto do relvado do Estádio Municipal de Braga sem fazer a chamada guarda de honra aos vencedores foi ordenada por Sérgio Conceição e o motivo está nos insultos e provocações que os dragões foram vítimas por parte de adeptos leoninos, contam os jornais A Bola e Record.

A derrota do FC Porto na final da Taça da Liga perante o Sporting ficou marcada por um episódio de tentativa de agressão de um adjunto de Sérgio Conceição a adeptos do Sporting, que estavam na bancada poente do estádio bracarense mas também à saída imediata do plantel portista do relvado após recolherem as medalhas de finalistas vencidos.

Aliás, essa situação tem dado que falar e Sérgio Conceição foi, desde logo, questionado na conferência de imprensa após o jogo para essa situação, tendo dito, na altura, que !os jogadores do Sporting não precisam da ajuda do FC Porto para levantar o troféu”.

Nesta segunda-feira, os jornais A Bola e Record contam novos pormenores que estiveram, alegadamente, na origem da rápida saída de campo dos jogadores portistas, que não fizeram as tradicional guarda de honra aos vencedores, no caso aos leões e tudo terá sido a mando de Sérgio Conceição na sequência de insultos e provocações que o plantel azul e branco foi alvo por parte de adeptos do Sporting na subida à tribuna presidencial do estádio na bancada poente, destinada a adeptos leoninos.

Foi, de resto, nessa bancada que se assistiu ao momento mais tenso da final quando Diamantino Figueiredo, treinador do guarda-redes do FC Porto, no final da partida frente ao Sporting, tentou agredir adeptos do Sporting com a medalha.

Quem seguramente não levou a medalha para casa foi Sérgio Conceição, que a atirou para adeptos do Sporting e esta foi cair nas mãos de Rui Caravelas.

Fonte: Bancada.pt


Adiciona um comentário