Crónicas

Cronica da Pagina “Tertúlia Portista”

Parabéns Lopetegui. Disseste que querias fazer história e conseguiste. Conseguiste à 4ª jornada ter 10 pontos e mesmo assim mandar o Porto para a Liga Europa. É histórico, sim. Mas foste mais longe. Conseguiste também fazer história com o onze mais ridículo da história do Porto, num jogo em que era ganhar ou ganhar. E para quem pensava que o Layún podia ser um extremo, logo de início percebeu que estava redondamente enganado. Ali estava a defesa alinhada a 5, com três centrais bem definidos e com um meio-campo de luxo, com um dragão de ouro e outro jogador que andaste a poupar durante 4 jogos para estar motivadíssimo para este jogo.
E mesmo quando ao intervalo já todos tinham percebido o ridículo que era ter o Aboubakar no banco num jogo destes, tu decidiste mantê-lo por lá até teres a certeza que o jogo estava mesmo perdido. Com o 2-0 já nada podia correr bem e aí já pudeste tirar o Imbula e o Maxi, mas sem nunca mexer no trio de centrais, que juraste ser para os 90 minutos. Bravo! Já viste que este Chelsea estava perfeitamente ao nosso alcance se não inventasses tanto?
E agora já não há benefícios da dúvida nem justificações possíveis para alguém bom da cabeça continuar a defender a merda de treinador que és. É que a partir de hoje, a culpa já não é mais tua. A partir de hoje, cada ponto perdido e cada desaire tem um só nome e um só responsável: Jorge Nuno Pinto da Costa. E se me custa dizer isto. Um presidente que tantas alegrias me deu e que tanto respeito nos merece e merecerá sempre, mas já não dá mais. Se ele quiser cair agarrado a ti, que caia. O meu respeito enquanto presidente terá sempre, a minha compreensão é que não. É que isto já passou para uma fase em que um só homem faz o que quer e o que bem lhe apetece ao meu Porto e pior ainda, faz isso com o aval da direção. É que isto já não é o meu Porto. Isto presidente, já não é nada…

Retirado da pagina Tertulia Portista

Adiciona um comentário