Hóquei

Em busca da terceira final consecutiva e do terceiro título

helder_barreiros_slb_ligaeuropeia_n

​FC Porto Fidelidade defronta este sábado (16h00) o Vic, na meia-final da Liga Europeia, em Itália

Se ultrapassar os catalães do Vic na meia-final da Liga Europeia, em Bassano del Grappa (sábado, 16h00 de Portugal Continental, com transmissão em directo no Porto Canal), o FC Porto atinge a final da Liga Europeia pelo terceiro ano consecutivo. Os Dragões – que partem esta sexta-feira para Itália – são, nos últimos dez anos, a segunda equipa com mais presenças na fase final da principal competição europeia de clubes. Apenas o FC Barcelona soma mais uma participação (nove) do que os azuis e brancos, sendo que os catalães estarão precisamente na outra meia-final (19h30), frente ao organizador, o Breganze, que requisitou para o evento o PalaSind, em Bassano del Grappa.

O FC Porto tem no seu palmarés dois títulos europeus (1985/86 e 1989/90), perseguindo por isso o terceiro há 25 anos. E oportunidades para isso não faltaram: depois de 1990, os portistas já estiveram presentes em sete finais, descontando-se aqui a temporada 2005/06, em que o FC Porto foi vice-campeão europeu numa disputa em formato de liguilha. O FC Barcelona tem sido a besta negra dos azuis e brancos, que perderam nas seis vezes em que defrontaram os catalães no encontro decisivo, sendo apenas uma delas (em 1984/85) anterior a 1990. Em 2014, foi assim.

Mas antes de pensar num possível duelo com os blaugrana (que já garantiram o título espanhol 2014/15 e que têm no plantel jogadores como Marc Gual, Sergi Panadero, Raül Marín ou o ex-portista Reinaldo García Mallea), os azuis e brancos têm de se preocupar com outros catalães. O Vic é o actual terceiro classificado da Liga espanhola, com 53 pontos, menos 26 do que o FC Barcelona, mas derrotou o rival na final da Taça de Espanha (2-1), em Março. A equipa treinada por Fernando Pujalte participa pela quinta vez nos últimos dez anos na fase final (tendo chegado ao encontro decisivo em 2008/09 e 2009/10) e integra a experiência de Ordeig, Bancells e do capitão Titi Roca.

O aeroporto mais perto de Bassano é em Veneza, que fica a cerca de 85 quilómetros, sendo que o clube organizador recorre, curiosamente, ao pavilhão habitual do rival regional, o Hockey Bassano, com capacidade para 3800 pessoas, sendo 2500 dos lugares sentados. São cerca de 15 quilómetros que separam Bassano e Breganze e o representante italiano nesta final four surge moralizado pela eliminação do rival nos quartos-de-final do play-off da Liga italiana (2-1), disputando agora as meias-finais em busca do terceiro título italiano, após já ter garantido a Taça 2014/15. A equipa liderada por Guillem Cabestany integra o português Sérgio Silva e o ex-Benfica Cacau.

A participação nesta final a quatro será antecipada esta quarta-feira, às 17h00, na sala de imprensa do Dragão Caixa, pelo treinador Tó Neves e um jogador. O FC Porto parte para Veneza, via Madrid, às 12h15 desta sexta-feira, treinando no PalaSind às 19h00. O regresso está agendado para segunda-feira, independentemente do resultado da meia-final. Refira-se ainda que, caso o FC Porto atinga a final, o encontro será igualmente transmitido no Porto Canal.

Adiciona um comentário