Noticias

Esta foi a mensagem de Sérgio Conceição ao plantel após o jogo em Paços

Discurso forte do treinador no relvado visou recordar ao grupo que todos têm de “dar o máximo” para ultrapassar obstáculos como o Paços.

Foi com um “temos de dar o máximo de nós”, repetido por duas vezes, que Sérgio Conceição apelou, ainda no relvado de Paços de Ferreira, à superação dos jogadores do FC Porto depois de terem sofrido a primeira derrota na I Liga. Insatisfeito com o desfecho do encontro (1-0) e irritado com a postura adotada pelos pacenses depois de terem alcançado a vantagem, o treinador dos dragões lembrou ao grupo azul e branco que o caminho até ao título ainda é longo, que pelo meio surgirão obstáculos de vária ordem (entre os quais o antijogo) e que terá de ser a equipa a fazer tudo para os superar. Fê-lo com um discurso que até começou tranquilo, mas que terminou num tom elevado, com um batimento no peito à mistura, como que invocando a garra dos atletas.

Na segunda-feira, no regresso da equipa ao Olival serviu para os titulares recuperarem do desgaste da noite anterior, mas também para analisar com mais pormenor a derrota com o Paços de Ferreira. Mais a frio, e ignorando todas as questões exteriores (antijogo e decisões arbitrais), Sérgio Conceição e os jogadores discutiram o que podia ter sido feito melhor na deslocação ao Capital do Móvel, onde o FC Porto só venceu por uma vez (Taça da Liga) nos últimos quatro jogos. O treinador dos azuis e brancos aproveitou também para transmitir uma mensagem de confiança, lembrou que a equipa já deu provas que não é fácil de bater e sublinhou que esta continua a depender de si própria para chegar ao título.

Sem outra preocupação que não seja o campeonato até 18 de abril, dia em que se desloca a Alvalade, para disputar a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, Sérgio Conceição espera ver uma reação da equipa já no sábado, no dérbi com o Boavista. O encontro antecede uma pausa de duas semanas para os compromissos das seleções nacionais, a que se seguem as partidas com o Belenenses (fora) e com o Aves (Dragão), nas quais os portistas estão proibidos de perder pontos, sob pena de poderem deslocar-se ao Estádio da Luz (15 de abril), para defrontar o Benfica, fora do primeiro lugar.

Fonte: Ojogo.pt


Adiciona um comentário