Noticias

FC Porto explica lesão de Danilo, mas é no ataque que tem a maior dor de cabeça

Óliver e Loum apresentam-se como alternativas para o médio, que será reavaliado esta manhã. O problema está no centro do ataque, onde não existirá Aboubakar, Marega e Soares.

O espetro das lesões fez mais uma vítima no FC Porto. Depois de Marega com o V. Guimarães e de Brahimi com a Roma, coube a Danilo deixar o encontro com o V. Setúbal com um problema. O médio, segundo informou o FC Porto após a partida, apresenta uma entorse traumática no tornozelo direito, na sequência de um lance disputado a meio-campo com Éber Bessa, e será reavaliado esta manhã, quando a equipa se apresentar no Olival para iniciar a preparação para o jogo com o Tondela, marcado para sexta-feira (21h15).

A lesão cria mais uma dor de cabeça a Sérgio Conceição, que, quando confrontado com o tema, mostrou confiança nas alternativas existentes no plantel (Óliver e Loum). “Ainda não sei a gravidade da lesão, mas estamos fortes. Temos baixas, mas também temos gente com vontade de dar o contributo à equipa. Já estamos a ficar habituados a este tipo de situações. O plantel é competitivo e vamos olhar para a frente com os jogadores que temos para ganhar os jogos”, referiu o treinador dos azuis e brancos.

Apesar de a lesão de Danilo não surgir no melhor momento, é no sector ofensivo que Sérgio Conceição está obrigado a ser mais criativo na próxima jornada do campeonato. Mesmo que Brahimi recupere da entorse no tornozelo esquerdo sofrida na Liga dos Campeões – sexta-feira, já fez ginásio -, o treinador não terá nenhum dos pontas de lanças com que venceu o título na época passada. Aboubakar e Marega estão lesionados e Soares castigado (viu o quinto amarelo com o V. Setúbal), deixando-o apenas com duas opções para o eixo do ataque: André Pereira e Fernando Andrade. Corona, Otávio e Adrián também poderão pisar esses terrenos, mas nunca com o papel de principal referência ofensiva.

Fonte: Ojogo.pt



Adiciona um comentário