Noticias

FC Porto explica transferência de dinheiro para o Estoril

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, explicou esta quarta-feira no Porto Canal

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, confirmou esta quinta-feira ter existido, de facto, uma transferência bancária para o Estoril, mas que ao contrário do que foi noticiado não foi feita após a segunda parte em casa da equipa estorilista, jogo que os dragões venceram, por 3-1. O diretor portista, no programa Universo Porto, esclareceu que a mesma foi feita na semana anterior ao jogo para saldar uma dívida referente às transferências de Carlos Eduardo e Licá.

“A segunda parte da notícia diz que terá havido transferência de 730 mil euros para o Estoril após o jogo, o que é também falso. Houve sim, mas antes. Não temos nada a esconder. O FC Porto não é como outros clubes ou entidades que lançam cortinas de fumo para disfarçar. Não temos nada esconder e por isso tenho aqui documentos a provar: a 14 de fevereiro, uma semana antes do jogo, o FC Porto transferiu 784 mil euros para o Estoril, às 16h01m38s. E porquê neste dia? Porque teve dinheiro, foi o dia em que jogámos com o Liverpool, havia liquidez, e não foi o único pagamento que fez. Outros clubes receberam valores que tinhamos de pagar. Havia liquidez nesse dia. A que se referem estes 784 mil euros? Está aqui uma fatura emitida pelo Estoril a 26 de outubro de 2017 que chegou a 2 de novembro. Refere-se a valores que tinha em dívida à transferência do Carlos Eduardo para o Al Hiliali, visto que o Estoril tinha direito a 20 por cento, cerca de 380 mil euros, 40% da cedência temporal de Licá, 90 mil euros, outra de 95 outra de 119 mil e outra de 100 mil.”

Fonte: Ojogo.pt


Adiciona um comentário