Noticias

FC Porto tem plano em marcha para o regresso aos treinos

Nélson Puga, responsável clínico do FC Porto, fez o balanço desde o início do confinamento e revelou plano em marcha para retoma dos treinos, em declarações à FC Porto TV.

Balanço positivo: “Todos respeitamos as recomendações da DGS, todos respeitaram, em particular os jogadores, as nossas recomendações e os programas de treino feitos pelas equipas técnicas. Promovemos constante comunicação entre todos e temos articulado no sentido de minimizar os problemas deste confinamento. Toda a gente aderiu, jogadores, estrutura, staff e famílias. A comprovar este facto está o resultado de até agora não termos tido nenhum caso positivo”.

Futebol quer servir de exemplo: “Da mesma forma que o futebol serviu de exemplo quando parou as suas atividades ainda antes das recomendações do Governo, também vai querer servir de exemplo nas condições que está a criar para a retoma dos treinos e das competições. Nós estamos a fazê-lo internamente, de forma cuidada e ponderada. Ainda ontem tivemos reunião dentro do departamento de saúde, que envolveu todas as modalidades, no sentido de delinearmos um plano que prevê a atuação adequada neste momento”.

O plano do regresso aos treinos: “Vamos ter circulação aberta, sem necessidade de abrir e fechar portas, vamos ter menos gente por cada espaço, vamos ter no nosso departamento menos marquesas e portanto mais espaçamento, para o tratamento. Vamos promover as medidas de higienização, lavagem das mãos, desinfeção permanente. Proteger todos usando máscaras e mantendo algum distanciamento social, vamos adequar todos os espaços que temos de forma a diminuirmos praticamente todos os riscos de contágio. E vamos também ser todos testados antes de iniciarmos os treinos de grupo”

Trabalho com a Liga para antecipar cenários: “Através da Liga Portugal temos reunido a cada três dias no sentido de partilhar ideias e criar um documento que sirva de exemplo cuidado para uma retoma com segurança e com todas as condições adequadas para minimizar riscos de contágio. A Liga, em particular, teve a boa ideia de convidar dois especialistas para nos ajudarem. O doutor Filipe Froes e o doutor António Dinis, que nos têm acreditado aquilo que são as nossas intenções e ideias no sentido de antecipar esses cenários todos e planear retoma de treinos e competições que seja adequada ao momento, mas que possa ser progressivamente adaptada em função da evolução dos acontecimentos. Estou em crer que da mesma forma que futebol serviu de exemplo quando mostrou à sociedade o que devíamos fazer, vai servir de exemplo da forma como devemos retomar a nossa atividade normal na sociedade”.

Fonte: Ojogo.pt


Adiciona um comentário