Noticias

Felipe explica pontapé que quase deu Puskás e elogia Éder Militão

Defesa-central do FC Porto comentou a vitória sobre o Schalke 04, elogiou o parceiro do eixo defensivo e ainda falou sobre o pontapé de bicicleta que atirou à barra da baliza alemã.

Pontapé de bicicleta: “São coisas que são provisórias, quando vi a bola no alto, às vezes eu faço um, seria bom se fosse golo”.

Sobre Militão: “Trabalhamos bastante. Ele adaptou-se muito bem, queria fazer golo há muito tempo, é um prémio merecido. A parceria é trabalho para isso, desde que chegou que tem estado muito bem, assumiu a vaga e não largou mais. Por ser brasileiro temos uma ligação muito simples”.

Ida à Turquia: “Claramente, em nenhum jogo entramos para perder. Pode ser que aconteça algo surpreendente, por isso vamos jogar para ganhar da mesma forma. Não será diferente”.

Segunda parte e palestra: “A equipa estava a trabalhar a bola e não estávamos a ser agressivos. Não estávamos a conseguir ser muito agressivos. O Sérgio corrigiu isso. A equipa entrou muito bem, logo no início, com tranquilidade.

Ser primeiro: “Sim, porque sabemos que ficar em primeiro tem uma vantagem. Na Champions há equipas boas”.

Fonte: Ojogo.pt


Adiciona um comentário