Noticias

Francisco J. Marques: «Esta entrevista de Luís Filipe Vieira foi momento de Halloween»

Diretor de comunicação comentou declarações do presidente do Benfica à TVI

Francisco J. Marques não ficou indiferente à entrevista dada por Luís Filipe Vieira à TVI, esta terça-feira, e no programa Universo Porto – da Bancada voltou a visar o líder encarnado.

“Isto foi a entrevista de Halloween de Luís Filipe Vieira. Acho que foi um susto, o que condiz bem com a época. Não temos condições de avaliar se as coisas que diz são verdade ou não. Quando conseguimos perceber isso? Quando ele nega a existência de cartilhas. Quando diz que não há, sabe que está a mentir. Se ele mente numa coisa que toda a gente sabe que existe, é possível recuperar centenas e centenas de cartilhas, como podemos acreditar que no resto fala verdade?”, começou por questionar o diretor de comunicação do FC Porto, que acredita que foi o próprio presidente do Benfica que destruiu a “credibilidade da entrevista que estava a dar”.

“Ele [Luís Filipe Vieira] diz, para se escapulir de responsabilidades, por exemplo, nos casos mais graves que correm na justiça, que não teve intervenção e que só dava o aval. Se formos ver as últimas notícias, vemos que isso não é verdade. Os e-mails provam que ele intervinha e dava ordens ao Paulo Gonçalves. É completamente falso que não tem intervenção”, apontou Francisco J. Marques, acrescentando que a entrevista de Luís Filipe Vieira provou que Paulo Gonçalves tinha influência na direção encarnada.

“Nunca mais ninguém do Benfica pode dizer que o Paulo Gonçalves não ocupava lugar de relevo. Depois dos elogios que lhe fez hoje Luís Filipe Vieira, depois de ser notório que esteve sempre nas reuniões do SLB, é impossível continuar a dizer que Paulo Gonçalves não tinha intervenção e que o Benfica não tinha conhecimento do que ele fazia. Ficou evidente que o Paulo Gonçaves e o Luís Filipe Vieira tinham uma relação de cumplicidade”, asseverou.

Fonte: record.pt


Adiciona um comentário