Noticias

Francisco J. Marques volta a visar o Belenenses e aponta transferência de Fredy para o Libolo

Francisco J. Marques voltou esta terça-feira a abordar o alegado financiamento do Benfica a outros clubes.

Francisco J. Marques voltou esta terça-feira a abordar o alegado financiamento do Benfica a outros clubes da I Liga, com destaque para Belenenses e Boavista. “Ao longo destes últimos meses, com o escândalo dos emails, tem-se percebido uma série de comportamentos por parte do Benfica que não são razoáveis e se são feitos às escondidas, indicia alguma coisa. Se não se deve não se teme. Em março de 2014, o Benfica fez um empréstimo de 600 mil euros ao Belenenses, através da figura da opção de compra de seis jogadores do Belenenses, que precisaria para pagar uma dívida à Segurança Social. Se o Benfica não exercesse esse direito, o Belenenses teria de restituir o valor, havendo ainda uma penhora sobre 30 por cento do direitos desses jogadores. O Benfica nunca esteve interessado nesses jogadores e posteriormente vendeu um desses jogadores, o Fredy, ao Recreativo de Libolo, de Angola. Com essa venda, o Benfica ficou credor de 500 mil euros, porque o contrato entre o Belenenses e o Recreativo de Libolo diz o seguinte: o Libolo deverá transferir 100 mil euros a favor do Benfica, por expressa indicação do Belenenses. A dívida passou para 500 mil euros, que se mantém neste momento. Como se sabe? Porque a SAD do Belenenses fez um PER e consta lá essa dívida. O Benfica fez um empréstimo a um seu concorrente. Será que é razoável que haja um empréstimo às escondidas, mas a Liga não deve ter conhecimento?”, questionou o diretor de comunicação e informação do FC Porto.

“A relação entre Belenenses e o Benfica não ficou por aí. Em março de 2015, o Belenenses voltou a ter um aperto e a precisar à volta de 600 mil euros e mais uma vez recorre ao Benfica através da transferência do Dálcio. Em menos de um ano, injetou 1,2 milhões. O Dálcio nunca jogou no Benfica, pemaneceu lá. No primeiro negócio fica ferida o nome dos jogadores. Vão defrontar o Benfica e qual vai ser o comportamento deles? Se marcam um autogolo? Miguel Rosa e Deyverson foram para lá e supostamente eram do Belenenses, defrontavam todas as euipas menos o Benfica. Isto não é adulterar a verdade desporitva?”, continuou

“Entre 2000 e 2013, o Belenenses fez 25 jogos oficiais contra o Benfica, ganhou quatro, empatou seis e perdeu 15, marcando 21 golos e sofrendo 41. Desde que Rui Pedro Soares comprou, por 520 euros, a SAD do Belenenses, desde aí, disputou 8 jogos: 0 vitórias, 0 empates, 8 derrotas, 0 golos marcados e 28 sofridos. São factos arrasadores que coincidem com esta relação de vassalagem e dependência do Belenenses sobre o Benfica. Vamos fingir que isto é normal? Não é”, concluiu.

Fonte: ojogo.pt


Adiciona um comentário