Noticias

Herrera: o Liverpool, o que faltava ao FC Porto e a relação com Sérgio Conceição

Capitão da equipa azul e branca falou ao site do clube sobre a eliminatória da Liga dos Campeões com os “reds” e desdobrou-se em elogios ao treinador.

O jogo com o Liverpool vai obrigar o FC Porto a dar o máximo, com o capitão Héctor Herrera a considerar que os dragões podem seguir em frente nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

“Acreditamos muito nas nossas hipóteses de apuramento, embora estejamos conscientes de que será extremamente difícil. Se não encararmos a eliminatória com a atitude correta, não vale a pena jogarmos”, disse o internacional mexicano, em entrevista à UEFA, reproduzida no site do FC Porto.

Herrera, ao serviço dos dragões há quatro épocas e meia, considera que a equipa terá que dar o máximo, “tanto na primeira como na segunda mão”, se quiser ter a oportunidade de bater o adversário.

Para ter sucesso, o capitão portista espera estudar bem o Liverpool e “encontrar a melhor forma de abordar o jogo”, numa época em que seguir o mais longe possível na Champions é uma meta, mas em que a Taça e a I Liga são as prioridades.

Herrera deixou também elogios ao técnico Sérgio Conceição, na sua primeira época como treinador do FC Porto:

“Os seus métodos de trabalho são simples, mas eficazes. Gosto muito da sua personalidade, do seu caráter. Isso é muito importante e era o que estava a faltar no clube”, começou por dizer, acrescentando também a importância do caráter e personalidade dos jogadores, capazes de serem humildes para aceitarem o que o técnico pede. “Para ser sincero, desde o primeiro contacto que tive com o treinador, senti que ele confiava em mim e o quão honesto estava a ser comigo. Mesmo quando no início da época não estava a jogar, o nosso relacionamento foi o mesmo”.

Fonte: ojogo.pt


Adiciona um comentário