Noticias

Madjer «Domingos Pereira foi meu segundo pai»


Rabat Madjer reagiu com enorme tristeza ao falecimento de Domingos Pereira, antigo colaborador do FC Porto, que esteve ao serviço do clube durante mais de três décadas. Muito próximo dos jogadores, a quem sempre dedicou o seu tempo para os ajudar em qualquer tarefa burocrática, Domingos Pereira faleceu quinta-feira, aos 75 anos.

«Fiquei em choque e muito emocionado, porque o Domingos Pereira foi como um pai quando cheguei ao FC Porto. Nos primeiros tempos ajudou-me imenso e foi sempre um amigo presente nas alegrias e tristezas. Quero enviar as mais sentidas condolências à família, pedir que sejam fortes neste momento muito triste», declarou Madjer, a A BOLA.

O argelino deixou por fim uma mensagem a exaltar a dedicação do antigo colaborador dos dragões: «Presto a minha homenagem a esse grande homem, por tudo o que fez pelo FC Porto, por mim e por todos os jogadores que no meu tempo tinham nele um apoio fundamental e um ombro amigo.»

O funeral de Domingos Pereira realiza-se sexta-feira, às 15h00, na Igreja de Arcozelo, em Vila Nova de Gaia. À família e ao FC Porto A BOLA endereça condolências.

Adiciona um comentário

Segue-nos no Facebook

Mais vistos