Crónicas

Melhor equipa em Portugal. Existem dúvidas?

a_todos_os_portistas

Escrito no dia 16 de Abril de 2015 por: José Maria Monteiro (Bolanarede):

Se (ridículas) dúvidas existissem sobre a equipa que melhor joga futebol em Portugal, ontem foram dissipadas: é o Futebol Clube do Porto. A derrota imposta a uma das melhores equipas do Mundo (se não melhor) só escasseia pelos números: mereciam ser 4, 5, talvez 6… Neuer fez jus ao seu nome e defendeu o que podia – embora já não devesse “por lá andar” nessa altura: fruto do penalty que cometeu, deveria ter sido expulso – e Lahm tentou pegar numa equipa partida, não devido à falta de competência, mas sim devido a um Porto subido no terreno, pressionante, que não deixou respirar uma equipa que habitualmente vê onze homens atrás da linha da bola a tentar não sofrer golo. Não, o Porto quis marcar, quis ser Porto! Jogámos como se fosse contra um Gil Vicente (com todo o respeito), olhámos nos olhos do adversário e vulgarizámos uma equipa colossal, um monstro mundial. Isto é ser Porto; é calar as vozes que se levantam contra tudo o que seja azul-e-branco.

“Vocês só jogaram contra equipas fracas na Champions” – este falso argumento, que já esmiucei noutro texto, foi por água abaixo. Afinal até jogamos com equipas boas e ganhamos. Querem tanto tirar mérito a este fantástico Porto europeu que se esquecem de que já lá nem estão, por demérito e incompetência próprias.

O Porto de ontem foi algo totalmente brutal. Jogou ao nível de uma melhor equipa do mundo, e a noite só não foi perfeita pelo golo (imerecido) que sofreu. Por falar nisso, esse mesmo golo imerecido deixa a eliminatória totalmente em aberto, pois não podemos esquecer que na Alemanha “mandam eles”, e dois golos não são nada de mais… Precisamos de marcar pelo menos um, pois o plantel da invicta raramente sofre mais de dois golos! Veremos…

Mas agora é altura de festejar; festejar a vitória, sem esquecer que o campeonato está “à porta”. Não podemos facilitar, pois a prioridade é o campeonato, que não estamos já a liderar fruto das razões que se sabem.

Adorei a (re)volta de Jackson, que demonstrou ser, de momento, o melhor avançado da europa. Não digo que seja melhor do que Ibrahimovic ou Suarez, mas digo, sem dúvida, que a sua forma o torna no melhor avançado a actuar na Europa, de momento. DE MOMENTO! Não confundir, como “alguns” gostam de fazer, com “da Europa”! É um jogador completo, incansável, e que merece a braçadeira que enverga. Sabemos que irá sair no verão mas, ainda assim, desejo (ou desejava) que fique muitos anos!

Outro ponto a assinalar tem a ver com o enorme Quaresma, que vimos bailar no estádio do Dragão. Foi o artista maior de uma noite de gala, a par do avançado colombiano. O “ciganito” está a provar que merece a titularidade na selecção, remetendo o inconstante Nani para o banco, e isso foi trabalho de Lopetegui, claramente. Lembrem-se do início de época.

Por fim, sem Alex Sandro e Danilo, que quarteto defensivo irá o timoneiro espanhol apresentar em Munique? Eu aposto, da direita para a esquerda, em: Ricardo, Maicon, Marcano e Indi. Só tenho dúvidas em relação a Ricardo, pois com Robben e Ribery duvido de que o jovem tenha “pedalada” para tanto. Mas nós somos Porto, e vamos acreditar que, se o sonho é que comanda a vida, então sonharemos para viver!

Seria lindo passar a eliminatória, pois, se isso acontecesse, seria um “input” para o campeonato (que penso que sem mais manobras de bastidores ficará no Dragão) e um claro fortalecimento para o jogo com o Benfica, numa casa que, sabe-se, é difícil em todos os sentidos…

Passo a passo, parafraseando Herrera, “rumo à final!”.

Fonte: bolanarede

Adiciona um comentário