Crónicas

O “lampião” que vive dentro de muitos portistas

17 de Agosto de 2016. Segundo jogo da temporada. O FC Porto empata com a AS Roma, equipa que neste mercado gastou 110 milhões de euros em reforços (até agora). A equipa cometeu alguns erros defensivos na primeira meia hora mas depois, deu tudo o que tinha lutando até á exaustão pela vitória. Deveria ser suficiente para um aplauso dos adeptos, mas não o foi… nem nunca será.
Começa a nascer dentro dos nossos adeptos uma espécie de “estupidez lampiã” onde, em vez de se apoiar, procuram-se minuciosamente todos os detalhes por onde se possa pegar e simplesmente criticar. Criticar, criticar criticar.
Muitos “adeptos” do FC Porto começam a sofrer do sindrome do disco riscado e, para esses, começa a ser insuportável aceitar sequer que são portistas.
Durante décadas, ao contrário da propaganda lisboeta dizendo o contrário, o sucesso do FC Porto em grande parte também se deveu aos adeptos. O que distinguia o FC Porto dos outros, era uma união entre adeptos e equipa, que catapultava o clube dentro das 4 linhas para uma outra dimensão. O verdadeiro portista, sofre, mas nunca desiste. O verdadeiro portista luta e apoia até perder as forças, a voz, a vida!
Ser portista é ser diferente, é lutar diariamente contra um país inteiro, onde todas as divisões da sociedade procuram silenciar ao máximo o nosso sucesso e gritar aos quatro ventos o nosso fracasso. Ser portista é ser especial. Mas … Será que há verdadeiro amor ao FC Porto dentro de ti?
Após 3 anos sem nada vencer, não é hora de criticar e tentar atirar a equipa para baixo. É hora de nos reerguermos, cantarmos ainda mais alto, enchermos mais vezes o estádio e demonstrar apoio imortal á equipa.
Nenhum de nós é treinador para criticar Nuno Espirito Santo, nenhum de nós está dentro do clube para criticar as decisões dos jogadores. O nosso papel é dar a vida por este clube sejam quais forem as circunstâncias.
Muitos dizem que a direção está a afundar o FC Porto. Se algum dia o navio afundar, quem o resgatará seremos nós, sócios e adeptos em conjunto. O FC Porto nunca acabará! Mas como não somos nenhum professor Bambo, resta-nos viver e respirar o FC Porto, independentemente dos falhanços do Casillas, dos auto-golos do Felipe, dos maus passes do Herrera, do egoísmo do Corona, das más escolhas do treinador e das asneiras que esta direção cometer. Parem de criticar, parem de assobiar, passem a apoiar e, acreditem, juntos vamos triunfar!
E visto que muitos apelam á dispensa de vários jogadores, se não estás apto a sentir esta união e a dar a vida por esta equipa … o dispensado és tu! Pois nós acreditamos que este ano seremos novamente campeões e, a segunda mão vai-nos trazer uma vitória de Itália.

JS

Adiciona um comentário

Segue-nos no Facebook

Mais vistos