Declarações

Pinto da Costa: «Se não fosse para ganhar ia buscar o Lopetegui»

Pinto da Costa elogiou esta terça-feira o estilo de futebol que Sérgio Conceição trouxe ao FC Porto, recordando a sua contratação. O dirigente disse ainda que, se não fosse para melhorar, tinha ido buscar… Julen Lopetegui.

“Naturalmente não contratei o Sérgio Conceição para não tentar ganhar e não melhorar. Para isso, se calhar, ia buscar o Lopetegui outra vez. Mas para ter um futebol espetáculo, objetivo, que joga sempre para ganhar, entendi que o Sérgio Conceição era o treinador ideal. E as pessoas esquecem-se que o Sérgio Conceição não apareceu aqui de pára-quedas. Foi uma luta difícil, o meu objetivo foi sempre a contratação de Sérgio Conceição. Havia alguns comentadores muito nervosos, que diziam que o FC Porto não tinha treinador, e nós ríamos porque sabíamos o que queríamos. Não foi fácil, mas ele está a demonstrar duas coisas: primeiro, o seu grande amor ao FC Porto, porque abdicou de muita coisa para vir, e segundo, que a nossa escolha está correta”, referiu aos jornalistas.

O presidente dos azuis e brancos lembrou que o futebol da equipa agora “não tem nada a ver, é totalmente diferente”: “Joga com grande intensidade e alegria, e isso transmite-se ao público, que está diferente. O público andava triste e hoje anda alegre, não só pelas vitórias mas pela maneira como a equipa joga”.

Questionado sobre se o técnico já lhe pediu reforços, Pinto da Costa respondeu assim: “Se pediu foi a vocês, vocês é que têm de lhe dar. A mim não. Se me pedir… vamos ver. Se pediu a vocês, espero que vocês ajudem”.

Por fim, a uma pergunta sobre um possível regresso de Gonçalo Paciência, jogador emprestado ao V. Setúbal, o líder portista referiu que ainda não é altura para pensar nesse assunto: “Isso só na altura é que será decidido. Ainda não estamos na fase de estudar isso”.

Autores: Nuno Barbosa e Luís Miroto Simões
Fonte: Record

Adiciona um comentário