Noticias

SAD do FC Porto volta a cumprir regras do fair-play financeiro

Para efeitos do acordo celebrado com o organismo que tutela o futebol europeu contam apenas 17,2 milhões de euros de prejuízo.

A SAD do FC Porto apresentou esta quinta-feira os resultados financeiros referentes ao exercício de 2017/18, registando um prejuízo de 28,4 milhões de euros, valor que representa uma melhoria face ao ano passado, em que o resultado líquido se tinha cifrado em 35,3 milhões negativos.

No entanto, para efeitos do acordo celebrado com a UEFA, contam apenas 17,2 milhões de prejuízo, uma vez que 11,2 milhões do resultado acima referido não contam para o fair-play financeiro. Ou seja, os dragões voltaram a cumprir as regras do acordo, com uma margem de quase três milhões de euros: esta época, só podiam apresentar um resultado negativo inferior a 20 milhões de euros.

Em termos de transações de passes de jogadores, o FC Porto garantiu um aumento de 21 por cento, para 50,02 milhões de euros, onde se destacam as vendas de Diogo Dalot ao Manchester United, por 22 milhões de euros, de Ricardo Pereira ao Leicester, por 20 milhões, de Boly ao Wolverhampton, por 12 milhões, e de Indi ao Stoke City, por 7,7 milhões.

O EBITDA da SAD azul e branca aumentou para os 27,921 milhões de euros.

Fonte: Ojogo.pt

Adiciona um comentário